Skip to content

Maratona de outubro

01/10/2009

Já dizem os especialistas que para aprender a ser escritor, tem-se que escrever. Como sou o rei da procrastinação, minha perícia no ofício deixa a desejar, por isso resolvi tomar uma atitude. Já tinha me inscrito no National Blog Posting Month, que é uma iniciativa para que se blogue pelo menos uma vez por dia durante um mês, mas não produzi coisa alguma. A idéia apareceu d enovo na minha mente, porque o Zander terminou uma proposta similar de postar um texto por dia no blog dele. Resolvi então retomar essa parada, com princípios um pouco menos filosóficos que os do Zander. :] Não me comprometo a postar apenas textos de ficção, embora vá tentar me concentrar neles. Tentarei produzir vinhetas e publicar contos já acabados ou em processo de ‘acabamento’, sendo que os textos mais longos devem ser postados em partes, como o Webs of Magic. Aliás, o texto de amanhã deve ser a sétima parte da saga de Troi. Prometo que já está acabando. :] Então é isso: um texto para cada dia até 31 de outubro. Para não dizer que estou roubando e contando esta apresentação do projeto como o texto de hoje, aqui vai uma vinheta de um conto inacabado ainda sem título (na verdade, estou roubando, já que esse parágrafo já estava escrito e só fiz pequenas modificações, mas vou tentar terminar esses textos).

The Guardians broke into Necrophage’s lair with the power that comes from being right. Immediately they were engaged by their archnemesis’ minions, the Technodead. The cybernetically-enhanced undead were numerous, but that was their only advantage over the selfless heroes. Overpower’s punches transformed one evil walking corpse after another into sterile dust. The Executioner’s psychokinetic aura knocked back cadavers by the numbers. The Gadgeteer’s smart razordisk flew precisely through the room dishing out rapid demise to the horrific automatons. And Glittara used her laser powers to free the innocent children from their shackles. Necrophage’s wrath grew as he saw his plans being thwarted by the meddlesome champions. He refused to accept his defeat and tried a last ditch plan: by pressing a button in his control gauntlet, he flooded the remaining Technodead with the last of his energies. The deathborgs, now revitalized, attempted one more attack before all was over. One managed to hit Gadgeteer in the head with his force staff, damaging the valiant defender’s helmet circuits. Another one fired a bolt at the fleeing children. Glittara blocked it, but the explosion prevented one child from escaping, a boy named Timothy. At this moment, the smart razordisk changed course to hit what it registered as a foe. The Gadgeteer screamed to Timothy. The boy looked over his left shoulder. He saw the shining paper-thin razordisk hurtling toward him.

Then he died.

3 Comentários leave one →
  1. Paulino permalink
    03/10/2009 01:13

    “rapid demise to the horrific automatons…”

    Cooomo?!! O seu herói “serve morte rápida” a autômatos desmortos? Depois desses anos todos enchendo o saco com “DESTRUIR!! Azêmula!! Vc não pode matar um undead pois ele já está morto!!!”…

Trackbacks

  1. Discurso de casamento « Retalhos

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: