Superarrogância/Superarrogance

O Almanaque de Super-Herois 1980 da EBAL trazia uma história que, pra mim, era o máximo: Super-Homem e Capitão Marvel (meu preferido, na época) se digladiando, sendo que cada um vinha de uma realidade diferente, Terra-1 e Terra-S, respectivamente. Essa história se passa antes da Crise nas Infinitas Terras, ou seja, os níveis de poderes eram muito maiores (se você acha o Super-Homem ridículo de poderoso hoje, espera até ver como era antes de 1986).

Na história, ambos os heróis são manipulados mentalmente para atacarem um ao outro. No meio do embate, aparece um dos detalhes que marcou essa HQ pra mim — uma fala do Super-Homem que é uma das coisas mais arrogantes que li numa história de super-heróis, digna do site Superdickery. Pode-se argumentar que isso foi resultado da manipulação mental, mas a função dela era fazer o Super lutar com o Marvel, não contar vantagem. Minha teoria é que o Super-Homem sempre foi arrogante, mas escondia bem até esse momento. Vide os primeiros 40 segundos essa cena de Superman – O Retorno.

Você não tá enganando ninguém, Kal-El.

Infelizmente, não achei uma imagem da página específica em português, por isso estou postando a versão em inglês com a tradução abaixo:

“Posso aguentar o impacto de uma bomba nuclear, já mergulhei nas profundezas de um sol que se tornava uma nova, lutei com criaturas grandes o suficiente para devorar planetas inteiros! E você está tentando me bater com um punhado de tijolos? Que ridículo!!!”

All-New Collectors’ Edition n° 58 (1978) tells an awesome story: Superman and Capitain Marvel (my favorite at the time) battling each other, with the added bonus that each comes from a different reality, Earth-1 and Earth-S, respectivelly. This is a pre-Crisis story, so the power levels are significantly higher if you think Superman is ridiculously powerful now, wait till you see what he looked like before 1986).

In this comic book, both heroes have been mentally manipulated to attack each other. In the middle of the fight, one of the details that made this story so memorable to me shows up — Superman says one of the most arrogant things I have ever seen in a super-hero comic book, worth of being spotlighted at Superdickery. It could be suggested that this line is a result of the mental shenanigans, but their function was making Supes fight Marvel, not brag about himself. My theory is that Superman was always arrogant, but hid it well until that point. The first 40 seconds of this scene from Superman Returns seem to back this up.

You’re not fooling anyone, Kal-El.

 

Superseeds #55: The Body Shop, part 4

The Body Shop, part 4 é o quinquagésimo-quinto artigo da minha coluna na RPG.netSuperseeds. Neste, concluo, falando um pouco mais sobre o mundo.

The Body Shop, part 4 is the fiftieth-fifth installment of my RPG.net column, Superseeds. In this one, I conclude, talking a bit more about the world.

Superseeds #54: The Body Shop, part 3

The Body Shop, part 3 é o quinquagésimo-quarto artigo da minha coluna na RPG.netSuperseeds. Neste, falo sobre o mundo.

The Body Shop, part 3 is the fiftieth-fourth installment of my RPG.net column, Superseeds. In this one, I talk about the world.

Superseeds #53: The Body Shop, part 2

The Body Shop, part 2 é o quinquagésimo-terceiro artigo da minha coluna na RPG.netSuperseeds. Neste, falo mais sobre os paracorpos e seus superpoderes.

The Body Shop, part 2 is the fiftieth-third installment of my RPG.net column, Superseeds. In this one, I talk more about parabodies and their superpowers.

Superseeds #52: The Body Shop, part 1

The Body Shop, part 1 é o quinquagésimo-segundo artigo da minha coluna na RPG.netSuperseeds. Neste, falo sobre uma campanha onde todo mundo tem um corpo extra sintético e superpoderoso.

The Body Shop, part 1 is the fiftieth-second installment of my RPG.net column, Superseeds. In this one, I talk about a campaign where everybody has an extra superpowered synthetic body.